Brasil conquista duas pratas no Mundial de Ciclismo Paralímpico

O Brasil foi vice-campeão duas vezes no Mundial de Ciclismo Paralímpico de pista e estrada, em Glasgow (Escócia), que vai até domingo (13).  Na manhã desta quinta-feira (10), Lauro Chaman conquistou a prata na prova contrarrelógio de estrada (classe C5) ao completar o percurso de 28,2 quilômetros em 35min40s67, apenas 39s66 atrás do vencedor, o holandês Daniel Abraham Gebru (35min01s01). O bronze ficou com o francês Dorian Foulon (36min18s16). Esta é a terceira medalha de Chaman no Reino Unido: ele já assegurara dois bronzes nas provas de pista  scratch omnium realizadas até terça (8).

Na quarta (10), a ciclista paulista Gilmara do Rosário já havia faturado a primeira medalha do país na disputa de pista contrarrelógio da classe H2 (handbike). Gilmara foi vice-campeã ao concluir a distância de 10,8 km em 34min37s07, atrás apenas da italiana Roberta Amadeo (23min52s66). Outra italiana, Angela Procida (36min37s40) arrematou o bronze.   

A competição é que mais distribui pontos – o dobro do oferecido em etapas da Copa do Mundo –  para o ranking paralímpico de nações, parâmetro para a definição de vagas aos Jogos de Paris 2024.

Além de Lauro Chaman e Gilmara do Rosário, a delegação brasileira está em Glasglow com outros 13 ciclistas. No time masculino estão Carlos Soares, André Grizante, Victor Herling, Ronan Fonseca, Ulisses Freitas, Dave Raposo e Marcos Melo; e o feminino conta com Jady Malavazzi, Amanda Paiva, Carolina Leite, Sabrina Custódia, Victória Barbosa, Mariana Garcia e Gilmara Sol.

, Agência Brasil

Fonte: Agencia Brasil