Buscando classificação, Tuna Luso enfrenta Humaitá na Série D

O Tuna Luso, do Pará, recebe o Humaitá, do Acre, a partir das 15h (horário de Brasília) deste sábado (1º) no estádio Francisco Vasques, em Belém, pela 11ª rodada do Grupo 1 do Campeonato Brasileiro da Série D. Esta partida marca o início das transmissões da edição 2023 da competição nacional pela TV Brasil.

Atual vice-líder da classificação da chave com 19 pontos, um a menos do que o líder Nacional, a Águia Guerreira praticamente garante a classificação para a segunda fase da competição em caso de vitória em casa.

Para sair com estes três pontos muito importantes o técnico Júlio César Nunes afirmou, após o treino da última sexta-feira (30), que o apoio da torcida da Tuna é fundamental: “Completamos uma boa semana de trabalho e os jogadores estão muito concentrados para a partida. Entendemos as dificuldades que iremos enfrentar diante do Humaitá, uma equipe que também está brigando pela classificação. Assim, precisamos ficar atentos e precisamos do apoio do nosso torcedor”.

Se a Águia Guerreira vive momento de confiança, o Humaitá está em meio a questionamentos, especialmente após a derrota de 1 a 0 para o São Francisco dentro de casa. Este revés deixou a equipe acreana na quarta posição da classificação com 14 pontos.

Esse resultado negativo levou à mudança do comando técnico da equipe. O até então treinador Maurício Carneiro assumiu a preparação física, enquanto o preparador de goleiros Dorielson Mendes passou a acumular também a função de técnico. A mudança, segundo a direção da equipe, foi motivada pela fraca campanha da equipe na competição nacional.

Para armar a sua equipe para enfrentar a Tuna Luso, Dorielson Mendes tem alguns problemas. O meia-atacante Pisika está fora por acúmulo de cartões amarelos. Além disso, os meias Igor Dias e Felipinho ainda continuam fora para se recuperarem de problemas físicos. A nota positiva é que o lateral-direito Jojo fica à disposição após cumprir suspensão.

Série D 2023

A Série D 2023 começou em 6 de maio. Os 64 clubes participantes (quatro rebaixados da Série C do ano anterior e outros 60 classificados de acordo com as vagas estaduais distribuídas com base no Ranking Nacional das Federações da CBF em 2022) lutam por quatro vagas que dão acesso à Série C de 2024. A competição está prevista para terminar em 29 de outubro.

Na primeira fase, as equipes estão divididas em oito grupos com oito clubes cada, enfrentando cada adversário duas vezes, num total de 14 partidas. A divisão é feita por região do país. Os quatro primeiros colocados de cada chave se classificam à segunda fase. Daí em diante, o futuro dos times será sempre definido em duelos de mata-mata, com jogos de ida e volta. Quando restarem apenas oito postulantes ao título, na fase de quartas de final (justamente a que decide quem sobe à Série C), os confrontos serão organizados de acordo com as campanhas que as equipes tiverem feito até aquele momento. Os duelos serão entre a 1ª e a 8ª melhor campanha, 2ª versus 7ª, 3ª contra 6ª e 4ª diante da 5ª.

A primeira fase da competição entra agora em sua reta final, com os times dando o último gás para buscarem as vagas ao mata-mata.

, Agência Brasil

Fonte: Agencia Brasil