Capital paulista amplia público para vacinação contra a gripe

A partir desta segunda-feira (17), a capital paulista amplia o público elegível para tomar a vacina contra o vírus Influenza, que causa a gripe. Podem procurar as unidades básicas de Saúde (UBSs), profissionais da saúde, da educação, pessoas com deficiência permanente ou com comorbidades, profissionais de transporte coletivo rodoviário, profissionais portuários, trabalhadores das forças de segurança e salvamento, das forças armadas, do sistema prisional, além da população privada de liberdade, incluindo adolescentes em medidas socioeducativas.

A campanha de imunização começou na segunda-feira passada (10) para pessoas com mais de 60 anos de idade, crianças (com idade a partir de 6 meses e menores de 6 anos), gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), imunossuprimidos e indígenas.

“Essa ampliação aos grupos de profissionais com maior exposição ao vírus da gripe é muito importante para a proteção individual e coletiva das pessoas com as quais convivem e atendem diariamente”, disse o secretário municipal da Saúde, Luiz Carlos Zamarco.

Em uma semana, já receberam o imunizando 218.713. Ao todo, 2,071 milhões de doses foram destinadas pelo Ministério da Saúde (MS) ao município para serem aplicadas inicialmente nos grupos prioritários. Em 2022, foram vacinadas 4.457.341 pessoas

O horário de funcionamento das UBSs vai das 7h às 19h. Também estão aplicando o imunizante as assistências médicas Ambulatoriais (AMAs) e UBSs Integradas, que atendem inclusive aos sábados e feriados.

, Agência Brasil

Fonte: Agencia Brasil