Inglaterra faz 6 a 1 na China e avança invicta às oitavas da Copa

Campeã europeia e cotada como uma das principais candidatas ao título da Copa do Mundo Feminina de Futebol, a Inglaterra – após duas vitórias pelo placar mínimo – ainda não havia mostrado o futebol que lhe deu tal status. Nesta terça (1), em Adelaide (Austráli), a equipe enfim conseguiu isso. Goleou a China por 6 a 1, garantiu o primeiro lugar do grupo D e fechou a fase de grupo com 100% de aproveitamento. Agora, a Inglaterra enfrenta a Nigéria, na segunda (7), em Brisbane, pelas oitavas de final.

Antes de a bola rolar, ambas as equipes tinham chance tanto de avançar quanto de serem eliminadas da competição. No entanto, com apenas quatro minutos de jogo, a Inglaterra começou a mostrar que estava determinada a não deixar dúvidas sobre a classificação. Após jogada trabalhada pela esquerda, Alessia Russo bateu rasteiro, no canto direito de Yu Zhu, para abrir o placar.

Muito à vontade em campo, a Inglaterra não teve dificuldades para empilhar gols. Aos 26, Hemp foi lançada na cara do gol e tocou na saída da goleira para ampliar. Aos 41, Lauren James completou jogada ensaiada com um chute de primeira para marcar o terceiro. A própria James chegou a marcar mais uma vez no primeiro tempo, mas o gol foi anulado por impedimento.

No segundo tempo, a China ensaiou uma reação ao marcar com Shuang Wang, convertendo pênalti após toque de mão de Lucy Bronze dentro da área. No entanto, o que se viu na sequência foi mais domínio inglês.

Aos 20 minutos, Lauren James fez outro belo gol completando de primeira um passe aéreo que recebeu, pelo lado esquerdo. Aos 32, Yu Zhu saiu do gol de forma desastrosa, perdeu o tempo de bola e deixou Chloe Kelly completamente à vontade para marcar com a meta escancarada. E aos 39, Rachel Daly fez o último gol completando na pequena área.

Dinamarca bate Haiti e também avança

Em Perth (Austrália), o cenário era o mesmo que em Adelaide. Dinamarca e Haiti entraram em campo com o futuro indefinido. O triunfo das europeias por 2 a 0 acabou por confirmar a classificação do país às oitavas. O próximo duelo será diante da Austrália, dona da casa, na segunda (7), em Sydney.

Assim como a Inglaterra, a Dinamarca começou em cima das adversárias. Simone Boye chegou a marcar logo aos três minutos, mas estava impedida. Aos 20, a bola tocou no braço de Dayana Pierre-Louis dentro da área e a arbitragem marcou pênalti. Pernille Harder cobrou e marcou.

Precisando virar o placar para se classificar, o Haiti tentou imprimir uma pressão e criou chances. Porém, a Dinamarca sempre esteve mais próxima do segundo gol. No segundo tempo, Harder chegou a marcar o segundo dela, mas a Dinamarca novamente teve um gol anulado após marcação de falta na goleira Kerly Theus na origem da jogada.

A equipe só respirou mais aliviada aos 55 minutos, quando Troelsgaard foi lançada pela direita em contra-ataque e chutou cruzado para marcar o segundo.

, Igor Santos – Repórter da EBC

Fonte: Agencia Brasil